top of page
Image by 🇸🇮 Janko Ferlič
  • tadjor

Quem mexe no seu café?

O café, diferente de outras bebidas que são populares no Brasil, tem uma característica muito particular: ele depende intensamente de todos aqueles envolvidos em seu processo de produção. Ao contrário do vinho ou da cerveja, que saem da fábrica e chegam em uma garrafa já prontos para o consumo, o café especial exige um cuidado extra de cada um dos participantes da cadeia, até mesmo de você, que faz o seu cafezinho em casa.


Produtor: é ele que garante a qualidade do grão. O produtor toma os cuidados iniciais no plantio, colheita e pós-colheita, fazendo com que o café chegue até o consumidor com a qualidade exigida. Produzir café especial demanda atenção em cada detalhe durante todo o ciclo de produção.


Provador: este profissional - certificado e muito bem treinado - vai avaliar a qualidade dos cafés já preparados e torrados. Por sua formação, é o provador quem vai dar a nota e as características sensoriais do café especial. É uma profissão tão importante que existe até um campeonato internacional de prova de cafés.



Mestre de torra: depois de produzido, preparado e provado, é o mestre de torra que vai fazer a mágica de transformar a castanha verde naquele grão lindo e saboroso, pronto para ir para a xícara. O trabalho deste profissional exige atenção, dedicação e método, para que as torras possam ser repetidas e valorizem o sabor do café.


Barista: o profissional que faz a ponte entre quem produziu e quem comprou o café. É o especialista em preparar a bebida da forma mais correta, além disso, ele precisa saber provar e avaliar os cafés para escolher os grãos que melhor se adaptam ao seu público.

É essencial para garantir que todo o esforço dos outros profissionais não seja desperdiçado. Um bom barista pode abrilhantar as características de um café especial, enquanto um ruim pode até estragar um ótimo café.

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page